Follow Us

top social

top navigation

Instagram

recent posts

Press

Flickr Images

Like us on Facebook

sábado, 11 de setembro de 2010

Je t'aime mon amour

Estávamos sentados na minha cama, bem perto um do outro. Olhávamos para a televisão que estava acesa, porque tínhamos vergonha de nos olhar nos olhos. A minha mão queria agarrar a tua. Estavam tão perto uma da outra e não fui capaz de o fazê-lo. Nem tu o fizeste. Foi essa a razão. Tinha medo da rejeição. Tiveste de te ir embora. Já estava a ficar tarde. Pouco depois de teres saído ouvi o meu telemóvel tocar. Tinha uma mensagem tua. "Desculpa. Desculpa ser tão fraco. Não fui capaz de segurar a tua mão. Se o tivesse feito... Mas não tive coragem. Estar ao teu lado é especial demais e ao sentir isso perco todas as minhas forças. Je t'aime mon amour!"

3 comentários:

"Nada me prende a nada.
Quero cinquenta coisas ao mesmo tempo."