Follow Us

top social

top navigation

Instagram

recent posts

Press

Flickr Images

Like us on Facebook

domingo, 26 de dezembro de 2010

amante

Por favor, fica mais um pouco. Preciso que me envolvas em teus braços esta noite, e que deixes pairar sobre nós a eternidade. Sabes que preciso. Não forcemos a palavra. Mostra-me apenas que o silêncio é o grito dos amantes. Sufoca-me de paixão. Faz-me suar de desejo por ti, de desejo pelo mundo. Agora, grita por mim, silenciosamente, ao meu ouvido. Deixa que as nossas mãos se unam num momento.

Acabaste por partir, sem sentimento de culpa, deixando em mim a revolta. No momento em que a porta se fechou atrás de ti, um sopro forte e gélido apagou a chama acesa que nos unia. Ou que pelo menos me unia a ti. Arrepiei-me ouvindo os teus passos afastarem-se, porque sabia que a história que ingenuamente escrevera para nós não era a realidade que querias para ti. Sim. Afinal, eu sou apenas a amante.

6 comentários:

"Nada me prende a nada.
Quero cinquenta coisas ao mesmo tempo."