Follow Us

top social

top navigation

Instagram

recent posts

Press

Flickr Images

Like us on Facebook

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

ver com o coração

Estou sem muito para dizer. Na minha cabeça está um turbilhão de sentimentos e emoções codificados que ainda não decifrei. A única coisa que sei é que estão lá. Pensei que este tempo a sós ia permitir-nos saber aquilo que realmente queríamos. Eu sabia, mas tu parece que não. E voltaste a deixar-me a mim confusa.
Recordo-te: eu não sou segunda opção de ninguém. Já fui, mas não agora, nem nunca mais. O muro está cada vez mais alto e já quase não te consigo ver. Ver... com o coração.

6 comentários:

  1. este texto, adorei *-*
    então já somos duas, mas parte deles acredito que iremos concretizar.

    ResponderEliminar
  2. meu deus. é incrivel a forma como me consegui relacionar com cada palavra deste texto.

    ResponderEliminar
  3. escreves com tanto coração *.*
    é impressionante como consegues ter em cada palavra, algo de verdadeiro :)

    ResponderEliminar

"Nada me prende a nada.
Quero cinquenta coisas ao mesmo tempo."