Follow Us

top social

top navigation

Instagram

recent posts

Press

Flickr Images

Like us on Facebook

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Não és quem aparentas ser, nem nunca foste. Usas essa máscara arrogante e fria, talvez nem por escolha própria. Talvez as circunstâncias te tenham forçado a colocá-la. Com ela, sentes-te mais forte e superior. Não me admiro por te acharem uma má pessoa, quando usas essa força e suposta superioridade para enfraquecer e inferiorizar os demais. Isso faz-te sentir melhor? São as palavras cruéis e os gestos desumanos que te alimentam? Se assim o é, não devia. Não devia ser essa a razão que te move, porque um dia, essa máscara cairá por terra e sentirás a tua própria frieza correr-te pelo sangue. Irás sentir-te tão ou mais frágil do que todos aqueles que silenciaste de forma vil.

12 comentários:

  1. oh não tens de quê, obrigada eu e vou seguir :)

    ResponderEliminar
  2. Adorei, tem muita força este teu texto *-*

    ResponderEliminar
  3. escreves tão bem, ana. e o novo design do blogue? gosto muito, muito mesmo (:

    ResponderEliminar
  4. Hoje em dia, andamos todos de máscara. O problema é que elas com o passar do tempo, pesam cada vez mais e um dia, acabam, efectivamente, por cair..
    Chama-se Neco *-*

    ResponderEliminar
  5. acredita que é verdade e tu és um amor.

    ResponderEliminar
  6. isso não. cada um usa a sua máscara para o que quer :) ou não quer!
    é Neco, a minha irmã era doida pelo Neco (desenho animado que dava na SIC), então ficou assim :D

    ResponderEliminar

"Nada me prende a nada.
Quero cinquenta coisas ao mesmo tempo."